terça-feira, 25 de março de 2008

Converse All Star: 100 anos fazendo o mundo mais fashion






1908. Um ano singular. Lembrado por fazer diferença na história de muitas culturas, povos e nações. Um ano que marcou a literatura, as artes, o esporte e a moda. Foi em 1908 que o escritor Guimarães Rosa nasceu, seus contos e romances embalaram muitas gerações e valorizaram a literatura brasileira. Em contrapartida, também foi o ano em que faleceu o inesquecível Machado de Assis, que mesmo 100 anos após a sua morte, ainda nos emociona com suas poesias. Foi em 1908 que o primeiro navio japonês ancorou no porto de Santos. Kasato Maru era o nome da embarcação que trouxe cerca de 165 familias japonesas para trabalhar nas lavouras de café. Porém, entre tantos fatos e acontecimentos importantes, um deles marcaria de forma particular a moda e o esporte: a inauguração da Converse All Star.

Quando Marquis M. Converse abriu as portas da sua empresa de calçados, em Massachusetts, Estado Unidos, em 1908, ele não tinha idéia que estava começando a produzir um ícone americano. Fato que se confirmou dez anos depois, quando Chuck Taylor, jogador de basquete, passou a fazer parte da empresa e reformulou o tradicional produto da marca, o tênis de lona e sola de borracha, que já era vedete entre os amantes do esporte. Chuck mudou o desenho da sola para criar mais tração e adicionou uma proteção no calcanhar e tornozelo, para melhorar o apoio e dar mais estabilidade aos jogadores.


Apesar do enorme sucesso e reconhecimento, foi somente na década de 60 que a Converse desvendou um importante nicho de mercado, percebeu a linha tênue que separa a moda e o esporte, e passou a investir em design e conceito. Deste modo, desenvolveu uma ampla linha de calçados, peças de vestuário e acessórios para basquete, futebol, corrida e outros esportes. A partir daí, atletas de elites e outras personalidades fizeram da marca um artigo quase que essencial em suas produções. Até os dias de hoje, mais de um bilhão de pares Chuck Taylor All Star já foram vendidos em cerca de 144 países, transcendendo fronteiras culturais e sócio-econômicas.

Contudo, completar 100 anos de sucesso não é para qualquer um. Este feito exige muita criatividade e dinamismo, além de estar sempre atento as modificações do mercado e as necessidades da sociedade. Para corresponder a demanda e saciar os desejos dos consumidores, a Converse passou a utilizar novas cores e materiais. Entre costuras, bordados e aplicações, a ordem da marca é inovar, porém, sem perder a originalidade, atributo característico da marca.




Uma marca lifestyle, que oferece design e conceito diferenciado. Esses são alguns fatores responsáveis pelo triunfo na sua trajetória. Segundo Ricardo Mohr, gerente de marketing da Coopershoes, cooperativa que detém os direitos de produzir os produtos Converse no Brasil, a marca alcançou este patamar por oferecer um produto simples, que vai contra a corrente, muitas vezes marcada por um excesso estético e sem identidade. “A conexão com a moda, o diferente, um produto único. Há 100 anos tem sido a identidade de muitas pessoas que fogem do óbvio e procuram não só colocar um produto em seus pés, mas uma idéia”, declara.

Ricardo ainda destaca que a Converse possui dois braços muitos fortes entre o Basquete e os esportes radicais. “O Chuck Taylor All Star nasceu deste mundo e hoje agrega muitas releituras, novos detalhes e materiais diferenciados, o mesmo produto, mas com propostas diferentes, uma proposta democrática”, completa.



Para Alexandre Zink, gerente de desenvolvimento de produtos da Coopershoes, a Converse All Star chegou aos 100 anos, com tamanho prestígio, por estar constantemente conectada ao seu público. Assim, ela consegue transitar em diferentes tribos de forma original. Para ele, saber interpretar, viabilizar e manter sempre intenso o desejo do consumidor pelos produtos são também importantes estratégias adotadas pela marca. “Por cinco gerações a Converse tem calçado os pés daqueles que tiveram a coragem de seguir seu próprio caminho”, destaca.

Para a grife, este será um ano marcado por muitas ações comemorativas, incluindo novas variações nos clássicos e ainda produtos totalmente novos, que misturam o moderno com a sua originalidade. “Como o ano também será uma celebração das pessoas que fizeram da Converse o ícone cultural que ela é hoje, estaremos incorporando projetos originais e características dos calçados clássicos, na Coleção Converse Century”, observa Alexandre.



Converse no Brasil
Desde 2002 a Coopershoes detém os direitos de produzir e distribuir os calçados Converse All Star no Brasil. Atualmente a empresa possui uma equipe de cinco estilistas responsáveis por desenvolvimento de produtos. Este trabalho vai desde criar novos modelos até realizar releituras e adaptações aos modelos internacionais. No país, os designers desenvolvem quatro linhas de produtos, divididas desta forma: Indie, Varsity, Urban e Metro. “Todo o grupo de estilo no Brasil possui o DNA da Converse e é pelo reconhecimento e histórico de contribuição com a marca, que dispomos hoje de total liberdade de criação”, conta o gerente de desenvolvimento de produto.

Alexandre Zink ainda observa que, apesar da autonomia para criar, todos os modelos desenvolvidos no país são submetidos à avaliação e aprovação da Converse Americana, antes de serem lançados no mercado. Os produtos da marca são vendidos no mundo inteiro, em mais de 160 paises. Para maiores informações, viste o site http://www.converse.com/ e fique por dentro das comemorações do centenário.

Fotos: Divulgação.

Um comentário:

andré Lila disse...

Fabiola...
nem preciso falar que sou viciado em all star..rs
a proposito...meu aniversario ta chegando ok...
bjo...

o blog ta movimentado...gostei