quinta-feira, 12 de julho de 2007

Novos designers de moda esbanjam criatividade e talento

Quem foi que disse que moda é só roupa, tendências e grandes produções de belíssimos desfiles? Ela é isso também. Mas, esta indústria vai muito além e envolve diversos fatores que muitas vezes nem percebemos. Sejam eles sociológicos, psicológicos, econômicos ou culturais, contudo, uma coisa é certa, eles são essenciais na formação do que podemos chamar de sistema da moda. Assim, alguns cursos de moda e design têm trabalhado com seus alunos esta ampliação do conceito e o resultado tem sido surpreendente. E foi exatamente este tipo de trabalho que foi apresentado na última edição do Fumec Forma Moda, que aconteceu no dia 27 de junho, na Estação do Conde, em Belo Horizonte. Durante o evento a universidade apresentou o trabalho final dos novos designers, recém graduados no curso de moda, em diferentes formatos e estilos, entre eles, desfiles, exposições e documentários.

Aconteceram ao todo 20 exposições e 28 desfiles, diversos temas foram abordados com variedade de estratégias e muitos dos trabalhos apresentados comprovaram que os novos profissionais compreendem a verdadeira dimensão da moda. Para Gabriela Torres, coordenadora do curso de Design de Moda da universidade, o interessante do programa é que cada aluno pode apresentar o tipo de trabalho que mais se identifica, utilizando de técnicas e formatos que evidenciam o seu estilo próprio. “Assim, é possível demonstrarmos que moda não é só planejamento e lançamento de coleção”, observa Gabriela. O evento é de grande importância para os formandos, pois é uma forma criativa deles demonstrarem seu talento para o mercado de trabalho. “Podemos mostrar também a potencialidade de cada aluno, o que resulta muitas vezes em contratações. Alguns alunos acabam formando e já sendo contratados”, afirma.

Exposição

Entre as exposições e editoriais, um trabalho chamou atenção por sua particularidade, a utilização de modelos da “melhor idade”. Sinais de Vida é o nome da exposição fotográfica idealizada pela designer Marcela Viegas. O projeto buscou discutir a beleza na maturidade e a valorização da experiência diante do contexto que temos vivido que aprecia somente o que é novo. “Valorizo através do projeto a experiência dessas senhoras maravilhosas. Resgato histórias, vivências, hábitos e costumes que não tem registro, não tem em livros e não tem uma cultura de patrimônio”, ressalta a designer. Marcela realizou uma produção de moda com peças do acervo pessoal das personagens, retratando assim, parte da história de cada senhora que foi fotografada. Segundo ela, este trabalho demonstra a moda como cultura, além de chamar atenção para um mercado em grande desenvolvimento, já que a população de terceira idade tem ficado cada vez mais exigente.

Desfile

Nádia Coelho também se destacou ao apresentar a coleção intitulada Desconstrução do “Eterno Feminino”. A estilista criou 15 looks tendo como fonte de inspiração personagens femininas da literatura de Lya Luft, Clarice Lispector e Machado de Assis. Ela também se inspirou em escritoras como Virgínia Woolf e Simone de Beauvoir e ainda em personagens femininas de Almodóvar. Apesar do tema masculino-feminino ser algo muito usado no universo da moda, Nádia conseguiu criar algo novo e diferente do que já tem sido trabalhado por outros estilistas. “Minha pesquisa aborda as identidades de gênero, masculino-feminino, sem cair na já esgotada retórica do feminismo ou androginia. Para isso estudei personagens femininas na literatura, dando relevo aos papéis sociais”, diz. Na coleção vale a pena destacar as mulheres Machadianas que, segundo Nádia, são mulheres fortes e objetivas, capazes de conduzir ações. Assim, a estilista desenvolveu looks que foram construídos com volumes, formas orgânicas e fortes, com a predominância do preto.

Performance

A fragilidade humana também foi discutida durante o evento. A estilista Alzira Rodrigues produziu a performance “A Casa das Máscaras” que discutiu o tema em três partes: crítica aos padrões de beleza, individualismo dos novos adolescentes e o desleixo com os sentimentos. Alzira investiu na performance por acreditar que as pessoas tem interesse pelo que é diferente. Neste formato ela pode desenvolver muito mais o tema do que somente desfilar na passarela suas produções. Desta maneira uma história foi contada, dentro de um contexto e com certa ousadia, o que possibilitou que a nova designer alcançasse satisfação pessoal. “Foi um auto-conhecimento. Passeei pelos meus submundos, vivências, personifiquei meu olhar diante de certas pessoas e situações. Eu queria expressar o que a gente vê pouco em passarelas. Sair do mundo das tendências semestrais pras tendências sentimentais”, declara.

Esta foi a quinta edição do evento que acontece desde 2005. Em cada programa são apresentados uma média de 30 trabalhos, mas este ano foi atípico e 48 alunos concluíram o curso e exibiram seus projetos finais. A banca examinadora foi composta por 120 profissionais da área, de diferentes segmentos, como estilistas, jornalistas de moda e empresários do vestuário e da indústria têxtil. Eles avaliaram os quesitos qualidade, criatividade, originalidade, estilo e conceituação, e se surpreenderam com o que foi visto. Que venha a 6º edição para que possamos apreciar mais trabalhos criativos e personalizados.




crédito: Weber Pádua
A designer Marcela Viegas apresentou a exposição “Sinais de Vida”


crédito: Weber Pádua
Produção criada pela estilista Nádia Coelho inspirada nas personagens femininas de Machado de Assis




crédito: Weber Pádua
Modelo desfila durante a segunda parte da performance produzida por Alzira Rodrigues. A estilista buscou retratar alguns adolescentes que cresceram, perderam a displicência da porta de colégio e andam com olhar vago, alienados num mundo de individualismo e pressa

5 comentários:

Anônimo disse...

Fabíola,

muito boa matéria! Obrigada por dar visibilidade ao nosso trabalho!
Nádia

Angel disse...

Eu vim...ehehe

Não li tudo,amiga...mas ta muito legal o blog. Pra quem gosta, tem bastante coisa aqui...eu mesma já dei uma fuçadinha básica nos posts :)

bjooo

Angel disse...

Pode deixar que vou colocar várias,amiga :)

Faz um SEU tb!!
bjooo

Priscila disse...

Fabiola ..rs...que formal kkkk
vc ararsou...uuuuuuuuuu
to achando tudo lindo aqui...vc ta d+++++++++++++++++++++++++++++++++
sou sua fa benhe
beijokas DA PRI

alzira disse...

EI! obrigada pela oportunidade!!!
a matéria ficou mto boa!

bjos