terça-feira, 8 de janeiro de 2008

"Fashion Rio começa mais para editoria de Economia do que para a de Moda"

Começou o Fashion Rio. Eu não quero ficar reproduzindo nada do que meus colegas jornalistas andam escrevendo pro ai. Mas, achei interessante a matéria publicada no Comunique-se. Primeiro porque ela não foi publicada em um site e/ou editoria de moda (isto é, estamos ganhando espaço!), segundo porque ela faz uma crítica a forma como muitas vezes são conduzidas as coletivas de imprensa e terceiro porque ela mostra que moda não é só roupa! Como assim? Ela fala que a editoria de economia fez hoje uma maior cobertura do Fashion Rio do que as editorias especializadas no assunto. Isso é muito bom. Ponto pra gente! Porque assim as pessoas que não entendem muito essa grande indústria, podem perceber a sua real importante para a economia do nosso país e pros outros diversos setores da sociedade. Deleite-se!
Uma coletiva de imprensa para cerca de cem jornalistas deu início na segunda-feira (07/01) ao Fashion Rio Outono/Inverno 2008, e ao Fashion Business - a versão negócios da semana de moda carioca. O desafio era equilibrar o interesse na coletiva entre moda e finanças, mas a balança acabou pendendo para o lado financeiro, seja pela composição da mesa, que incluía executivos e representantes de patrocinadores, seja pelos R$ 350 milhões que serão movimentados no evento.

Criadora do Fashion Rio, coube à jornalista Eloyza Simões, da Dupla Assessoria, dar a palavra de quem é do meio: “Números em moda devem ser analisados qualitativamente. Você pode crescer 100% e crescer errado, e pode crescer 2% de forma exata”. O formato da coletiva, com duas rodadas de perguntas pré-estabelecidas lidas pela atriz Fernanda Torres, também cansou os jornalistas. Por fim, a imprensa pôde fazer três perguntas.

Cobertura e transmissão
A assessoria de imprensa do Fashion Rio é feita pela Approach desde sua primeira edição, em 2002. A agência destina 13 funcionários para o evento, alguns deles contratados temporários. A operadora Oi criou um hotsite para o Fashion Rio, com notícias, fotos em alta resolução e a transmissão online de todos os desfiles.

Na TV, a cobertura mais completa ficará por conta do canal a cabo GNT, que montou um estúdio na Marina da Glória. O GNT Fashion terá duas edições especiais, além de flashes ao vivo. Diariamente, os melhores momentos dos desfiles irão ao ar às 0h15. A cobertura se estenderá ao site do canal, com blogs e fóruns especiais.
As principais publicações de moda – além de Jornal do Brasil e O Globo – estão com lounges na Marina. MTV e Oi FM também têm seus espaços. Na próxima semana, a moda pega a Dutra para o São Paulo Fashion Week.
Por: Marcelo Tavela

Um comentário:

Nilson Filatieri disse...

Lembrando que o SPFW foi matéria na revista Exame, graças é claro a temporada de compras dos grupos d investimento, agora eles descobriram as marcas nacionais... agora sim... depois de alguns anos a moda brasileira vai dar lucro rs! (até o momento era só pompa e brilho... agora é money e mais brilho ainda meu caro!)